Compartilhe!

É só chegar o período natalino que a música All I Want for Christmas Is You começa a bombar nas redes sociais. A canção interpretada por Mariah Carey pode, no entanto, dar um grande prejuízo para a cantora, isso porque ela está sendo processada nos Estados Unidos por uma suposta infração ao direito autoral desse sucesso mundial gravado em 1994. O demandante, um músico chamado Andy Stone, afirma ser o coautor e ter gravado uma canção festiva com mesmo nome em 1989 e nunca autorizou o seu uso. No processo apresentado na última sexta-feira, 3, na Louisiana, Andy alega que Mariah e seu colaborador Walter Afanasieff “participaram de forma consciente, deliberada e intencional de uma campanha para infringir” seu direito autoral. O demandante reivindica danos e prejuízos de 20 milhões de dólares por supostas perdas financeiras.

A canção de Mariah é um dos singles musicais mais bem-sucedidos de todos os tempos, encabeçando as listas em mais de 20 países, especialmente nas festas de Natal. A música também compõe a trilha sonora da comédia romântica natalina “Simplesmente Amor”, de 2003. O single vendeu cerca de 16 milhões de cópias em todo o mundo e rendeu a artista americana 60 milhões de dólares em royalties durante as últimas três décadas. O tema de Andy, lançado com sua banda Vince Vance and the Valiants, obteve sucesso moderado nas listas de música country da Billboard. Apesar dos títulos iguais, as duas canções têm melodias e letras diferentes.

Contudo, o músico acusa a artista e Walter de tentarem “explorar a popularidade e o estilo único” de sua canção, causando “confusão”. Não está claro por que Andy abriu um processo quase 30 anos depois de Mariah ter lançado a canção. O documento judicial estabelece que os advogados de Andy contactaram a cantora e Walter pela primeira vez no ano passado, mas as partes “não conseguiram chegar a nenhum acordo”. Não é raro que canções tenham o mesmo título. Existem cerca de 177 obras com o nome All I Want For Christmas Is You registradas no escritório de direito autoral dos Estados Unidos.

*Com Agence France-Presse. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ouça AO VIVO preloader{ display: none;